16/05/2016

Revista Senhor (1959 - 1964)

Senhor foi uma revista brasileira publicada 1959 e 1964. O projeto da revista surgiu em 1958, quando o jornalista Nahum Sirotsky, então diretor da revista Manchete, foi convidado pelos donos da editora de livros Delta Larousse para criá-la.

Em declaração ao repórter André Luiz Barros, em um perfil que ele fez de Nahum Sirotsky para a revista República em 1999, o criador de Senhor descreveu como se sentiu diante do nascimento da revista: "O primeiro número me fez chorar. Tinha demais de tudo. Ficara pesado. Mas foi um sucesso".

Senhor teve vida curta. Durou apenas cinco anos, entre 1959 e 1964. Sirotsky esteve à frente da publicação apenas durante os três primeiros anos (1959 a 1961). Para montar a revista, o jornalista atraiu nomes de porte, como Clarice Lispector e João Guimarães Rosa, e lançou talentos como Paulo Francis e Sérgio Magalhães Gomes Jaguaribe, o Jaguar, Glauco Rodrigues e Carlos Scliar. A equipe de arte da revista ainda cresceu com a chegada de Caio Mourão e Bea Feitler.

De acordo com Marília Scalzo, autora de "Jornalismo em revista", Senhor foi "uma das mais bem sucedidas experiências em revista no Brasil".

Ainda em entrevista à revista República em 1999, Sirotsky revela como surgiu a ideia de Senhor: "A revista nasceu por acaso. Eu tinha o plano de criar no país, com o (Alberto) Dines, uma revista do tipo U.S News and World Report, um semanário".

A esposa de Sirotsky, a atriz Beyla Genauer, conhecia Abraão Koogan, um dos quatro donos da editora Delta Larousse. Em uma festa, Beyla sugeriu a Koogan que ele convidasse Sirotsky para fazer uma revista. A ideia já estava na cabeça do jornalista.

O dinheiro veio de Simon Waissman, que seria o dono da revista em seus trinta primeiros números. Waissman, sobrinho de Koogan, queria fazer revistas da mais alta qualidade para complementar as atividades da Delta Larousse. "Ele me ouviu, gostou das minhas ideias, imaginadas na hora, e pediu que eu voltasse com uma boneca (pré-projeto) da revista, conta Sirotsky. Para montar o projeto, Sirotsky convocou Carlos Scliar e Glauco Rodrigues.

Em meados da década de 1970, um grupo de São Paulo comprou o título "Senhor". Por alguns anos, editou uma outra publicação com o mesmo nome. Fonte: Wikipedia