17/07/2016

Julio Mesquita (1862 - 1927)

Júlio César Ferreira de Mesquita foi um jornalista brasileiro, proprietário e fundador do jornal A Província de São Paulo, hoje chamado de O Estado de S. Paulo.

Foi estudar em São Paulo, onde se formou pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo em 1883. Envolveu-se em política, aderindo ao movimento republicano no Brasil.

Tornou-se colaborador do jornal A Província de São Paulo, então propriedade de Francisco Rangel Pestana. À frente do jornal, em 1890, renomeou-o para O Estado de S. Paulo, acompanhando a virada republicana do ano anterior. Tornou-se o único proprietário do diário em 1902, e empreendeu uma revolução editorial, tornando-o o primeiro grande jornal desvinculado de partidos, seguindo os passos da grande imprensa norte-americana.

Durante a Primeira Guerra Mundial perfilou seu diário à causa aliada e, com isso, perdeu toda a publicidade da então poderosa comunidade alemã. Lançou o Estadinho, tiragem vespertina do jornal, dirigida pelo jovem Júlio de Mesquita Filho. Apoiou as duas candidaturas de Rui Barbosa e, já em 1902, rompe com o republicanismo paulista.

É um dos fundadores da Liga Nacionalista, criada por Olavo Bilac e Frederico Steidel, organização que visava o fim das distorções da República Velha e da Sociedade de Cultura Artística, entidade filantrópica que visa o desenvolvimento das artes em São Paulo. Seu filho Júlio de Mesquita Filho herdou o jornal e seguiu os passos do pai. Fonte: Wikipedia