08/09/2016

Paul Lazarsfeld (1901-1976)

O ambiente cultural em Viena durante a juventude de Paul Lazarsfeld era intenso e criativo. 

Nesta atmosfera rica em estímulos culturais e políticos diversos, Lazarsfeld formou seu interesse acadêmico interdisciplinar que o levou da Matemática pura à Sociologia, Psicologia e ao interesses pelos estudos sobre Meios de Comunicação.

Lazarsfeld começou a participar com assiduidade dos seminários organizados por Alfred Adler, que despertaram nele um interesse por buscar uma aproximação entre a Matemática e a Psciologia. Lazarsfeld pôs-se a elaborar uma forma de análise estatística de série de testes mentais. Adler ôpos-se veementemente ao uso da estatística na Psicologia e esta crítica afastou Lazarsfeld dos seminários. No entanto, o interesse pelo uso de método quantitativo para o estudo de questões psicológicas e mais tarde também sociológicas permaneceram presentes em sua formação. 

Em 1933 emigrou para os Estados Unidos, foi diretor do Gabinete de Pesquisa Radiofónica na Universidade de Princeton depois de receber um fundo da Fundação Rockfeller para a pesquisa sobre Sociologia e Psicologia associada à comunicação.

Em 1940, o seu projeto "mudou-se" para a Universidade de Columbia, ao qual o seu gabinete foi nomeado de "Bureau of Applied Social Research". Foi docente do departamento de sociologia desta universidade até 1970. Lá, foi o precursor de uma corrente do estudo da comunicação iniciada em 1940.

Entre os anos de 1946 e 1953, Paul Lazarsfeld integrou o grupo reunido sob o nome de Macy Conferences, contribuindo para a consolidação da teoria cibernética.

Durante a sua vida, Paul Felix Lazarsfeld escreveu muitos livros (obras que o notabilizaram como grande investigador do estudo da comunicação), dos quais se destacam "The People's Choice"- 1944 (o mais célebre de todos) "Radio Listening in America" - 1948, e "Voting" - 1954", entre outros. Fonte: Wikipedia