09/09/2016

Teoria Empírico-Experimental

A Teoria Empírico-Experimental, ou da Persuasão, estudava a intervenção de fatores individuais e subjetivos (psicológicos), com fins persuasivos. Ela é uma evolução da Teoria Hipodérmica (Estímulo → Resposta), adicionado o fator psicológico (Estímulo→Fatores Psicológicos→Resposta). Sendo assim, a mensagem enviada pela mídia depende de várias perspectivas individuais, não sendo assimilada imediatamente pelo indivíduo. O indivíduo tende a se interessar por informações que estejam inseridas em seu contexto e com as quais ele esteja de acordo.

Foram determinados diversos fatores ligados à audiência e a mensagem que prenderiam ou não o interesse do receptor sobre a mensagem, entre eles: Motivação, Exposição, Seletiva, Percepção Seletiva, Memorização Seletiva, Efeito Latente entre outras.

A Teoria Empírico-Experimental foi aplicada como suporte para campanhas eleitorais, informativas, propagandísticas e publicitárias. O processo de aplicação da Teoria Empírico-Experimental observa especificamente dois elementos: 

a) Destinatário (audiência) - A audiência não se expõem aos meios de comunicação de massa em um estado de nudez psicológica, mas protegidos por predisposições existentes. Ou sejam a percepção do sujeito é seletiva e o indivíduo tende a guardar somente aquilo que é mais significativo para ele em detrimento dos outros valores transmitidos. Pode ocorrer também o chamado Efeito Latente, no qual a mensagem persuasiva não tem efeito algum no momento imediato em que é transmitida, mas, com o passar do tempo, o argumento rejeitado passa a ser aceito.

b) Fatores ligados à mensagem - Destaca a credibilidade do comunicador. A mensagem atribuída a uma fonte confiável produz uma mudança de opinião significativamente maior do que aquela atribuída a uma fonte menos confiável. Contudo, mesmo na fonte não confiável pode causar o efeito latente. Além disso, a ordem das argumentações é relevante ao processo comunicativo:
  • Efeito Primicy (maior eficácia dos argumentos iniciais); 
  • Efeito Recency  (argumentos finais são mais influentes).